domingo, 13 de setembro de 2009

quinta-feira, 16 de julho de 2009

IGREJA CATÓLICA - a instituição de maior credibilidade - Fonte: Folha de S. Paulo - 04/01/2001 - Cláudio Abramo - Artigo: "Descrença justificada".








cf. http://www.gallup.com.ar/pub.htm

De junho a julho de 2001, o Consórcio Interamericano de Empresas de Investigação de Mercado e Assessoramento realizou, em 14 países da América Latina e em Portugal e na Espanha, um levantamento a respeito da confiança em diferentes instituições reveladas pelas respectivas populações. No Brasil, a pesquisa foi conduzida pela E. Paesani. A Gallup Argentina divulgou, em novembro, relatório com os resultados encontrados, no site citado acima.
As instituições cobertas foram:
As instituições cobertas foram: bancos, Congresso, educação, empresas privadas, Forças Armadas, Igreja Católica, imprensa, Justiça, noticiários de TV, partidos políticos, polícia e sindicatos de trabalhadores. Eis o resultado dessa pesquisa, nesses 16 países (Intituição e Grau de confiança):

IGREJA CATÓLICA 71%
EDUCAÇÃO 67%
NOTICIÁRIOS DE TV 65%
EMPRESAS PRIVADAS,
FORÇAS ARMADAS,
BANCOS 51% a 56%
POLÍCIA 37%
SINDICATOS 34%
JUSTIÇA 29%
CONGRESSO 23%
PARTIDOS POLÍTICOS 15%

O resultado da pesquisa no Brasil apresentou o seguinte resultado:

IGREJA CATÓLICA 58%
NOTICIÁRIOS TV 54%
FORÇAS ARMADAS 53%
IMPRENSA 43%
BANCOS 39%
EDUCAÇÃO 35%
EMPRESAS PRIVADAS 32%
SINDICATOS 31%
JUSTIÇA 21%
POLÍCIA 19%
PARTIDOS POLÍTICOS 10%
CONGRESSO 8%

Fonte: Folha de São Paulo – 04/01/2001 – Tendências / Debate – Cláudio Abramo – Artigo: Descrença justificada.


Esses resultados falam por si só; a Igreja Católica continua sendo, no mundo e no Brasil, a Instituição que merece o maior grau de confiança do povo; por causa da sua seriedade.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

EVANGELIZAR PARA TRANSFORMAR - A síntese do nosso Carisma

Num dos primeiros encontros com Dom Gil Antônio Moreira, na época Bispo Auxiliar de São Paulo, nosso pai espiritual, ele, após ter-nos escutado, sintetizou o nosso carisma com estas palavras:
“Evangelizar para transformar”
e acrescentou
“Evangelizar para transformar cada evangelizado em evangelizador”
Este é o nosso desafio.

A Misericórdia do Senhor, que é parte constitutiva do nosso anúncio, é realmente capaz de transformar “os maiores pecadores nos maiores santos” e em testemunhas vivas do Amor de Deus que transforma.
A evangelização é autêntica se é transformadora, se gera uma novidade concreta na vida das pessoas e na sociedade. Os homens precisam “ver Jesus” (cf Jo 12,21)
e cabe a nós mostrá-Lo na Sua Missão que continua em nós. Lc 4,18-19
Não basta – diziam os mentores da Revolução Comunista Chinesa – dar o peixe aos famintos, precisa ensinar a pescar!
Não basta – dizemos nós, como cristãos chamados a realizar a maior “revolução” da história da humanidade – ensinar a pescar, é necessário ensinar depois, a partilhar o peixe com os outros e partilhar o conhecimento adquirido.

Precisa transformar os evangelizados em evangelizadores, os que obtiveram Misericórdia em pessoas Misericordiosas, instrumentos da Paz e da Misericórdia do Senhor para os outros!
Evangelizar é a questão vital para nós!
A Aliança de Misericórdia nasceu para evangelizar!
Evangelizar é questão de vida ou de morte para o mundo!

Breve meditação para que mantenhamos viva a chama da evangelização:
Ai de mim se não evangelizar!
Aí fora o mundo espera,
Você está pronto para o combate?
“Ai de mim, se não evangelizar!” (1 Cor 9,16)
“Seduziste-me, Senhor, e eu me deixei seduzir...”
“Em mim havia um fogo que me devorava por dentro, encerrado em meu corpo. Esgotei-me em refreá-lo e não consegui” (Jr 20, 7-9).

Quem se apaixonou por Jesus, não pode mais, de forma alguma, ficar tranqüilo. A alma permanece numa juventude eterna e deseja “oportuna e inoportunamente” que outros fiquem envolvidos nesta roda de amor.
Como a namorada do Cântico dos Cânticos, estamos “enfermos de amor” (Ct 5,8).
Quem nos separará do amor de Cristo?

Verdadeiramente, evangelizar se tornou, hoje, uma “questão de vida ou de morte”. Quem não encontra o amor de Deus, permanece naquele frio, onde somente há “choro e ranger de dentes”.

Todo homem, na sua íntima e existencial estrutura, é, puramente, como “dois braços abertos” para o abraço dos que vacilam na escuridão e buscam, às apalpadelas, o amado. Infelizmente, às vezes, o abraço se aperta naquilo ou naquele que não é o “amado” e,

O homem tem em si sede de transcendência , do transcendente

e, assim, meninos e meninas, jovens, se entregam à droga, abraçam a bebida, a desordem sexual, dão um abraço na própria morte, apertam ao coração a própria destruição, gastam todas as suas jovens energias afetivas em um abraço que destrói, porque não encontram quem verdadeiramente eles querem amar.

Aqui está a esperteza de satanás, ele, o pai da mentira, quer ser o “amado”, ele que se tornou odioso e aborrecido, mascara-se como sendo Deus e engana para “roubar o amor”.

Missão é fazer com que todo aquele que busca, encontre o que busca, fazer com que “os dois braços abertos”, que cada homem tem dentro de si, possam se encontrar com o amor, com a vida, possam apertar a Deus, e a afetividade humana, enfim, possa ficar intimamente saciado.

Mas, como crerão naquele em quem não ouviram falar?
E, como, ouvirão, se não houver quem pregue?
E, como pregarão se não forem enviados?
Como está escrito: “Como são formosos os pés daqueles que anunciam a boa nova”.

Quem encontrou Jesus, já vive numa outra dimensão, VIVEMOS EM DIMENSÕES, ONDE NÃO HÁ TEMPO E ESPAÇO, tudo é o mesmo e tudo é diferente, o amor que ele sente fluir de si, a fonte de amor na qual ele se perde, faz-lhe experimentar “céus novos e terras novas”.
Nada é impossível, a tristeza desaparece totalmente, somente fica um desejo sem fim de atrair outros neste jogo de amor.

A missão está inscrita no sangue de quem experimentou o amor de Deus: missão é um fogo devorador, “esgotei-me em refreá-lo, e não consegui” (Jer 20,9)

A Evangelização é um fogo que queima dentro de nós, um fogo que não nos deixa dormir, nem parar. É o próprio Espírito Santo-fogo, aquele Espírito que colocava na boca de Jesus as palavras abrasadas.

“Fogo vim trazer à terra, e como queria que já estivesse aceso! Há um batismo que devo receber, e como estou angustiado até que não se cumpra!” (Lc 12, 49-50)

É aquele Espírito que fez tornar corajosos, os apóstolos amedrontados.

Este Espírito Santo-fogo nos transforma em fogo.
Até que nós, “tochas viventes”, fiquemos possuídos pelo Espírito Santo, então, nada e ninguém poderá nos apagar: pequenas tochas, capazes de derreter as crostas de gelo que dividem o mundo em duas partes, pequenas inextinguíveis tochas, capazes de mergulhar-nos no “mar do mal” e secá-lo!

Não conheceremos a palavra “derrota”, porque aquilo que é derrota aos olhos dos homens é “vitória” no céu.

Com Ele já temos vencido.

Não conheceremos a palavra “desânimo”, pois ela pertence ao diabo (diábulus significa “aquele que divide” o divisor). O Espírito do Senhor será a nossa força.

Is 42,1-4

Não fiquemos subjugados ao visível dogma do “não é possível”, porque tudo é possível para quem acredita: “Respondeu-lhe Jesus: nada é impossível para quem acredita”.
(Mc 9,23).
Amar é decisão não é sentimento crer é decisão –não sentimento

Constantemente, teremos em nosso coração, as palavras que o Senhor falou para o seu servo Josué, como se fossem faladas para nós, hoje:

alguém lê: Js 1, 5-6

Não existe nenhuma experiência mais gratificante do que ajudar uma pessoa a se encontrar com Deus, a descobrir a fonte do calor e do amor.

Verdadeiramente, vale a pena dar a vida para arrancar da boca da morte, tantas pessoas inocentes, que desnorteadas, buscam a Deus, onde Ele não está.

Todo jovem que se perde numa discoteca, toda moça que vende seu corpo sem saber o que faz, todo rapaz que quer experimentar as aventuras mais loucas, sem rumo algum, todo homem escravo do espiritismo, no fundo, buscam a Deus.

Desprezar o Pecado não o pecador.
Existe uma brecha que impede a alma inquieta de encontrar a Deus (o plano de Deus é o Éden – o Paraíso, onde Deus passeia com o homem e causa inveja ao inimigo). Missionário é aquele que se joga na brecha para cobrir a distância e fazer com que aquele que anda no deserto, sedento de amor, se encontra com o “oásis” do amor.

Quando o Deus, loucamente apaixonado, se encontra com o homem, desesperadamente, sedento de amor, então o sentido do universo, da criação inteira, da redenção, cumpre-se e isso pode ser obra da missão.

Missão: vida da nossa vida, fogo do nosso amor, energia do nosso ser, única resposta digna ao Amor feito pessoa que nos conquistou e encantou.

1 Cor 9,16

Conquistados pelo amor, constantemente alimentados com a paz e a felicidade que nascem do amor, experimentando, momento após momento, a silenciosa e gratificante intimidade com Deus, fica apenas o dever de tornar-nos anunciadores desta “grande alegria”: “Hoje nasceu também para ti, um Salvador que é o Cristo Senhor” (Lc 2,11).

OS SETE MANDAMENTOS DO EVANGELIZADOR

• O sorriso sempre brilhe no seu rosto, como sinal de que Jesus está vivo no seu coração. Se você perder a serenidade, retire-se imediatamente numa capela ou numa igreja ou onde puder e saia somente quando a paz voltar ao seu coração, através da oração.
• Acredite firmemente na potência de Deus conquistando os corações e nunca duvide que o Bem, enfim, triunfará sobre o Mal.
• Acredite firmemente que qualquer pessoa pode mudar e, nunca pense: “Este cara não presta!”. Você não conhece os tempos e os projetos de Deus e... lembre-se também de como você era no começo de sua caminhada.
• Ame, ame, ame...! “Não basta amar, precisa amar até doer!”. Acredite firmemente na potência do amor que derrete os corações. Ninguém resiste ao amor! Não perca ocasião para estar em meio às pessoas. Silenciosamente e frequentemente repita no seu coração: “Eu te amo, Senhor!, “Só por ti, Jesus!”, “Eu estou disposto a morrer por ti, Jesus!”.
• Procure sentir que você ama os outros, irmãos evangelizadores, de coração aberto e, acredite firmemente no trabalho em equipe: nunca deixe sair sua carência, isolando-se e ficando sozinho.
• Coloque as situações difíceis e perigosas no Coração de Maria, nossa Mãe querida e terna e “não se perturbe mais o seu coração”. Acredite firmemente que Ela esmagará a serpente do mal e irá resolver todo problema.
A.M.D.G.

quarta-feira, 1 de julho de 2009